Bem vindo ao site da SPEA - sociedade portuguesa para o estudo de aves

Opções do site

Subscrever Newsletter

Outras opções do site

Pesquisar no site

Data actual

Principais opções do site

Novembro 2020
D
S
T
Q
Q
S
S
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
 
 
 
 
 
A Nossa Missão
A SPEA é uma ONG de ambiente sem fins lucrativos, que tem por missão trabalhar para o estudo e a conservação das aves e seus habitats, promovendo um desenvolvimento que garanta a viabilidade do património natural para usufruto das gerações futuras.
Home  > Resultados
imprimir

Resultados
Nesta página encontra os recursos produzidos no âmbito das várias ações do projeto Life Rupis, bem como os relatórios do projeto.

Minimização da perturbação em torno de locais de nidificação





Estado das espécies-alvo

Censos às populações de britango e águia-perdigueira

Censos à população de grifo


Hábitos alimentares da águia-perdigueira



Hábitos alimentares e comportamento do britango


Alimentação suplementar

Britango e outras aves necrófagas

Para ajudar as espécies a superar as dificuldades causadas pela diminuição do aumento disponível, o projeto Life Rupis desenvolveu uma Estratégia de alimentação suplementar para britango (pdf)

Para ajudar os britangos, milhafres-reais, e outras aves necrófagas, o Life Rupis está a estabelecer uma rede de campos de alimentação para aves necrófagas (CAAN): campos vedados onde são colocados restos provenientes de talhos locais, bem como carcaças de animais com cujos proprietários celebrámos acordos para o efeito.

Estão operacionais 6 CAAN:
  • CAAN Bruçó: 2020 - Foram realizadas 45 deposições e depositados cerca de 1017 kg de subprodutos animais.
  • CAAN Lamoso: 2020 - Foram realizadas 45 deposições e depositados cerca de 1076 kg de subprodutos animais.
  • CAAN Ifanes: 2020 - Em 2020 não foram realizadas deposições
  • CAAN Escalhão – 17 deposições
  • CAAN Penedo Durão – 16 deposições



Foi licenciado e aprovado um modelo para uma Estrutura Amovível de Apoio à Alimentação  de Aves Necrófagas (EAAAN Lagoaça), bem como um Campo de Alimentação Privado para Aves Necrófagas (CAPAN) em Miranda do Douro.




A implementação dos APAN será continuada no pós-Rupis, em estreita colaboração com o projecto Sentinelas que está a ser implementado pela Palombar.



Águia-perdigueira





Restauro e gestão de pombais tradicionais

Para as águias-perdigueiras, foram recuperados pombais tradicionais, que são geridos pelo projeto para proporcionar presas adicionais:
  • 27 acordos assinados, 37 pombais recuperados, em gestão e manutenção activa
  • 1 Pombal móvel construído e implementado no terreno, em gestão e manutenção activa. 1 acordo assinado com proprietário do terreno para a implantação do pombal móvel.
Nestes pombais são realizados anualmente a vigilância e tratamentos sanitários, quando necessário.

Documentação associada:


Fomento de espécies-presa

  • Área desmatada – 241ha
  • Área de plantações de cereais e leguminosas instaladas - 164ha
  • Número de pontos de água instalados e recuperados – 12 solares + 18 charcos
  • Área de vegetação rupícula recuperada – 1100m
  • Número de carvalhos plantados – 11000 aprox
  • Acordos de gestão assinados – 61






Apoio à criação de gado extensiva

  • Área de pastagens biodiversas plantadas – 65ha (37ha+28ha)
  • Número de acordos de parceria para a instalação de pastagens biodiversas - 10 (Palombar) + 5 (ATN)
  • Número de acordos de parceria para uso de gado em áreas de pastoreio extensivo - 6 (Palombar) + 6 (ATN) + 12 acordos com proprietários no PNAD
  • Vedações permanentes – 199ha (Almofala, Freixo e Lagoaça)
  • Construção de 2 charcas para gado ovino e bovino
  • 2 cerramientos para ganado ovino y bovino y construcción de un abrevadero y un paso cnadiense para ganado. (FPNCyL-JCyL)
  • Nº de acordos e de pastores a usar as pastagens biodiversas: 6 (1 em Urrós, 1 em Freixiosa, 1 em Vila Chã da Braciosa, 1 em Duas Igrejas, 1 em Miranda do douro, 1 em Picote)

Alguns dos dados de monitorização do grau de criação de gado extensiva foram recolhidos no âmbito da Tese de Mestrado de Fátima Domínguez Gigante, “The role of uneven policies on farmers’ perceptions of scavengers in a transboundary context (The Iberian Peninsula)” submetida em julho 2019 como parte do Mestrado Forest and Nature Conservation na Wageningen University & Research (WUR). 
Combate ao uso ilegal de venenos


Brigadas cinotécnicas

No âmbito do Life Rupis foram formadas duas brigadas da GNR com cães especificamente treinados para detetar venenos. Estas brigadas cinotécnicas já estão no terreno a acompanhar vários casos que causaram a morte de animais selvagens e domésticos.


Demonstração de uma brigada cinotécnica criada com o Life Rupis. Foto: SPEA

Para que estas equipas possam deslocar-se no terreno, adquirimos duas viaturas e um barco especialmente adaptados para o efeito.

Dados 2020:
Número de ações de patrulha nesta área em 2020: 55 patrulhas
Número de km monitorizados: 6991 km 
Trabalhamos com outros projetos como o LIFE Imperial e o LIFE Nature Guardians e com a Procuradoria Geral da República de Portugal. 
Não foram possíveis mais ações devido à pandemia por COVID19 e ao deslocamento de algumas patrulhas para a fronteira entre Portugal e Espanha. 


Casos de envenenamento


Protocolos para análises
Desenvolvemos ainda protocolos para identificação toxicológica de contaminantes – como venenos e metais pesados – em britangos (tanto de indivíduos vivos capturados e libertados de seguida como de aves mortas encontradas no terreno):

Contaminação de rapinas por químicos agrícolas e veterinários

Atitudes das populações locais
Para perceber as atitudes da população local quanto ao uso de venenos, foi realizado um inquérito em 2016. A análise dos dados obtidos no inquérito serviu de base a uma tese de mestrado: 



Correção de linhas elétricas

Linhas prioritárias
Graças ao Life Rupis, a região tem agora menos linhas elétricas perigosas para as aves. Já foram desmantelados ou corrigidos mais de 20km de linhas elétricas com as quais as aves estavam em risco de colidir. E para que as aves não sejam eletrocutadas nos postes elétricos, 143 postes foram desmantelados ou equipados com elementos protetores.





Espanha:
Entre 2017 e 2020 foram realizadas as seguintes ações no PNAD:
- Eliminação de 3 linhas elétricas com um comprimento de  5160m
- Correção de duas linhas elétricas com 139 apoios corrigidos para reduzir a mortalidade por eletrocussão e 22km de sinalizção para evitar as mortes por colisão 

Portugal: 
Para além das linhas corrigidas no projeto, a linha Figueira de Castelo Rodrigo – Barca D’Alva (41 apoios, 3,68 km) considerada prioritária mas não corrigida no âmbito do LIFE Rupis, está a ser agora corrigida com fundos próprios da empresa, tendo os trabalhos iniciado no dia 28 de setembro de 2020. 
Hábitos alimentares e comportamento


Monitorização de britangos através de transmissores GPS


2020
  • Marcação de um britango recolhido num centro de recuperação (Fangueiro);
  • Marcação de dois juvenis de abutre-preto nascidos no Douro (extra-life)
  • 2 Britangos ainda a ser seguidos em Africa (Arribas e Faia)





Compra de terrenos para ações de conservação

Uma das formas de garantir que o impacto do projeto Life Rupis se prolonga para lá da duração do projeto é a aquisição de terrenos que os parceiros do projeto passam a gerir. Para além de ações diretas de proteção de ninhos, redução da perturbação humana e criação de planos estratégicos para conservar os britangos e as águias-perdigueiras, o objetivo é também que estes terrenos venham a servir de exemplo de boas práticas em áreas como a agricultura, caça, pastorícia, produção florestal e de gado, ou o turismo.

Educação ambiental




Mais de 2000 estudantes de ambos os lados da fronteira já participaram em atividades de educação ambiental promovidas pelo Life Rupis. Organizámos ainda workshops para professores, e desenvolvemos materiais educacionais. 
Espanha:
2278 estudantes, 208 professores e 7943 participantes em atividades das Casas do Parque
14 escolas e institutos, e 26 turmas
Número de "deliverables": 980
Número de workshops educativos em sala de aula: 50
Número de visitas educativas às Casas do Parque e empresas locais: 26 
Número de atividades nas Casas do Parque: 16
Presenças em feiras e festivais internacionais: 4
Desenho e impressão de dossier educativo e informativo: 80 unidades 

Portugal:
Virtual Storytelling  - Ecology Day 12 set: 12 participantes


Alunos em Mogadouro a observar abutres no âmbito de uma ação de educação ambiental do Life Rupis. Foto: Luís Queiros


Ver mais informação e fotografias


Divulgação ao público e valorização de atributos turísticos e produtos locais

Rede de proprietários "Amigos do Britango"

Para promover o uso sustentável dos valores naturais das Arribas do Douro, e a ligação entre a conservação da natureza e atividades como a agricultura e a criação de gado, o projeto Life Rupis criou a Rede de Proprietários Amigos do Britango. Esta iniciativa pretende integrar e destacar proprietários e produtores que procuram ativamente conjugar as suas práticas com um desenvolvimento sustentável das Arribas do Douro, para que possam trocar experiências entre si e beneficiar do trabalho e experiência do projeto Rupis.
Nº de membros: 30



ObservArribas – Festival Ibérico de Natureza das Arribas do Douro

Este festival – que atraiu cerca de 800 participantes na primeira edição, e mais de 1000 na segunda – tem como principal objetivo a promoção dos valores naturais e culturais das Arribas do Douro, e a criação de laços ainda mais estreitos entre as atividades de Natureza em Portugal e Espanha. Co-organizado pelos parceiros do projeto Life Rupis e pela Câmara Municipal de Miranda do Douro, o festival apresenta também uma forte aposta no turismo sustentável. Mais informação aqui. Em 2020, o ObservArribas foi cancelado devido à pandemia por COVID19.



Comunicados de imprensa:


Apresentações

O projeto participa ainda ativamente na divulgação das potencialidades da região e das práticas amigas do ambiente, em palestras, reuniões e eventos tão variados como o festival de observação de aves de Sagres, a Ovibeja e a Bolsa de Turismo de Lisboa.


Apresentação do valor turístico do projeto no Festival de Observação de Aves e Natureza de Sagres - outubro de 2015

Palestra pública no ArribAves - junho de 2016

Apresentação oficial do Festival ObservArribas - Bolsa de Turismo de Lisboa, março de 2017

Apresentação "Agricultura convencional e biodiversidade" - Obiveja, abril de 2017



Outras ações de divulgação

Transmitimos também as mensagens do projeto Life Rupis ao público através de eventos, relações de imprensa, interações nas redes sociais e outras atividades online e offline.

Post de facebook a realçar uma notícia sobre o projeto Life Rupis.

Materiais gráficos



  • Flyers Casas do Parque & Parque Natural Arribes del Duero
Folheto Casa del Parque Sobradillo
Folheto Casa Del Parque Zamora
Mapa do Parque Natural Arribes del Duero

  • Roll-up





Patrocinador








Cofinanced by the European Commission's LIFE Programme

Science


Meeting of specialists in supplementary feeding of vultures and Bonelli's Eagle - Mogadouro, 5 July 2018
Guest: Dr. Pascual López-López, Universidade de Valência, Espanha
Organizer: VCF. Participants: SPEA, ICNF, JCyL, Palombar & ATN 
Support: Câmara Municipal de Mogadouro






Sensibilização de públicos-alvo

PNAD:
  • 21 palestras informativas sobre o projeto LIFE RUPIS
  • 10 visitas guiadas ornitológicas para empresários, criadores de gado e visitantes
  • actividades em 20 municípios do "Espacio Natural"
  • desenho e impressão de 4000 folhetos informativos do projeto 
  • 700 tarjetones divulgativos de la sps del Proyecto Life Rupis
  • 500 sacos de papel com os logotipos do projeto para empresários locais
  • 8 Roll-ups com informação do projeto
  • 350 follhetos Menú Rupis y 50 menús
  • 1 aplicação móvel Rupis na Android Play Store 






 

Reports 

Midterm report: Project Life Rupis




voltar



Política de privacidade, adicione aos favoritos, sugira este site © 2010 spea - Todos os direitos reservados.
Seara.com