Bem vindo ao site da SPEA - sociedade portuguesa para o estudo de aves

Opções do site

Subscrever Newsletter

Outras opções do site

Pesquisar no site

Data actual

Principais opções do site

Dezembro 2017
D
S
T
Q
Q
S
S
 
 
 
 
 
1
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31
 
 
 
 
 
 
A Nossa Missão
A SPEA é uma ONG de ambiente sem fins lucrativos, que tem por missão trabalhar para o estudo e a conservação das aves e seus habitats, promovendo um desenvolvimento que garanta a viabilidade do património natural para usufruto das gerações futuras.
Home  > O projeto > Espécies-alvo
imprimir

Espécies-alvo
Britango - Ave do Ano 2016
Também conhecido por abutre-do-egito, o britango (Neophron percnopterus), é o mais pequeno dos abutres ibéricos. É uma ave de rapina de plumagem essencialmente branca e preta, face amarela e cauda longa e cuneiforme. Os imaturos são totalmente castanhos, apresentando também a cauda em forma de cunha. O britango é um migrador estival, que pode geralmente ser visto em Portugal e Espanha a partir de finais de fevereiro, permanecendo nas zonas de nidificação de março a setembro. Durante o outono migra para sul, passando o inverno na África sub-saariana. Prefere zonas acidentadas, normalmente em vales fluviais e montanhas, nidificando em buracos e plataformas rochosas.

Águia-perdigueira
A águia-perdigueira (Aquila fasciata), também conhecida por águia-de-bonelli, deve o nome ao hábito de predar outras aves, desde pombos a perdizes, capturando-os em pleno voo. É uma águia de grande dimensão, que se identifica pelo ventre branco, asas escuras e uma mancha branca no dorso (visível apenas nos adultos). As aves juvenis apresentam o ventre e as penas inferiores das asas de tom alaranjado. Esta águia é residente na Península Ibérica. É uma espécie rara e localizada, que ocorre essencialmente em vales escarpados e zonas acidentadas e florestadas. Pode construir o ninho em escarpas ou em árvores de grande porte.








Milhafre-real
O milhafre-real (Milvus milvus) é uma ave de rapina de médio-porte, de tonalidades castanho-claro, com duas áreas brancas (“janelas”) na parte inferior das asas e cauda bastante forcada. É um planador exímio, sendo frequentemente observado a circular em correntes térmicas, num voo calmo e pausado. Ocorre em campos abertos e montados, normalmente associado à presença de gado, mas nidifica em árvores. Na Península Ibérica ocorrem duas populações de milhafre-real. Uma população nidificante e residente, no norte e centro, que se encontra em declínio acentuado. Durante o inverno ocorre uma população migradora, muito maior, constituída por aves provenientes da Europa do Norte, e a SPEA tem também dinamizado os censos sobre esta população, com o apoio de diversas entidades e voluntários.





Abutre-preto
O abutre-preto (Aegypius monachus) é a maior ave planadora da Europa. Distingue-se pelo tamanho, pelas asas largas, com uma envergadura que pode atingir os 3 metros, cauda curta e plumagem totalmente escura, quase negra. É uma ave pouco abundante na Península Ibérica, ocorrendo apenas em zonas remotas, acidentadas ou planas, com pecuária extensiva. É sedentário, mas percorre grandes distâncias em busca de alimento, particularmente fora da época reprodutora. Nidifica no topo de árvores isoladas.





voltar



Política de privacidade, adicione aos favoritos, sugira este site © 2010 spea - Todos os direitos reservados.
Seara.com