Bem vindo ao site da SPEA - sociedade portuguesa para o estudo de aves

Opções do site

Subscrever Newsletter

Outras opções do site

Pesquisar no site

Data actual

Principais opções do site

D
S
T
Q
Q
S
S
 
1
2
3
4
5
6
7
9
10
11
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
 
 
 
 
A Nossa Missão
A SPEA é uma ONG de ambiente sem fins lucrativos, que tem por missão trabalhar para o estudo e a conservação das aves e seus habitats, promovendo um desenvolvimento que garanta a viabilidade do património natural para usufruto das gerações futuras.
Home  > Arquivo
imprimir
Notícias


Escassez de principais presas pode levar águias-perdigueiras a abandonar territórios


A escassez de coelhos e perdizes pode levar águias-perdigueiras a abandonar territórios. É esta a conclusão de um estudo da disponibilidade alimentar na área de estudo do projeto Life Rupis. O estudo, realizado por Max Hoppe da Universidade Técnica de Braunschweig, na Alemanha, irá ajudar a informar as nossas ações de gestão de habitats.

O coelho-bravo e a perdiz-vermelha são as principais presas da águia-perdigueira. No projeto Life Rupis temos vindo a monitorizar as populações destas duas espécies na área de intervenção do projeto. Com base nesses dados, Hoppe utilizou modelação por computador para prever a probabilidade de estas espécies ocorrerem em diferentes zonas. Descobriu que as águias-perdigueiras nem sempre ocupam os territórios que têm as maiores populações de coelhos e perdizes, provavelmente devido a outros fatores como a perseguição, a disponibilidade de outras presas, ou a competição com espécies como a águia-imperial-ibérica. Mas se o número de coelhos e perdizes for muito baixo, é provável que as águias-perdigueiras abandonem o território, segundo o estudo.

Estes resultados irão ajudar a informar as nossas ações de conservação.





voltar


Política de privacidade, adicione aos favoritos, sugira este site © 2010 spea - Todos os direitos reservados.
Seara.com