Bem vindo ao site da SPEA - sociedade portuguesa para o estudo de aves

Opções do site

Subscrever Newsletter

Outras opções do site

Pesquisar no site

Data actual

Principais opções do site

Dezembro 2018
D
S
T
Q
Q
S
S
 
 
 
 
 
 
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31
 
 
 
 
 
A Nossa Missão
A SPEA é uma ONG de ambiente sem fins lucrativos, que tem por missão trabalhar para o estudo e a conservação das aves e seus habitats, promovendo um desenvolvimento que garanta a viabilidade do património natural para usufruto das gerações futuras.
Home  > Arquivo
imprimir
Notícias


Corrigida última linha elétrica do lado português


No início de outubro, técnicos da EDP Distribuição concluíram os trabalhos da última correção de linha elétrica planeada no âmbito do Life Rupis, do lado português. Com esta última intervenção chegámos aos 160 postes corrigidos (cerca de 23km de linhas), ultrapassando as metas definidas no arranque do projeto (150 postes e 20km).

Esta linha de média tensão entre Tó e Lamoso, no concelho de Mogadouro, foi selecionada para correção por se encontrar perto de um campo de alimentação suplementar onde fornecemos alimento aos abutres, milhafres e outras aves necrófagas. “Como a linha fica entre o alimentador e o vale do Douro, é um aliciante ponto de paragem para as aves que voam das escarpas do Douro até ao campo de alimentação, e vice-versa,” diz Julieta Costa, Técnica de Conservação da SPEA. Com esta intervenção do Life Rupis, essas paragens tornam-se muito mais seguras.

Para evitar que as aves que pousam nos postes sejam eletrocutadas, a EPP Distribuição, parceira do LIFE Rupis, desenvolveu um sistema de proteção que é colocado nos postes: essencialmente, todas as zonas onde as aves poderiam apanhar um choque ao pousar são cobertas com materiais isoladores, para que a corrente elétrica não afete as aves.

No âmbito do projeto Life Rupis, estas proteções foram colocadas nos postes de linhas de média tensão que foram identificadas como especialmente perigosas para as aves de rapina: linhas como esta, que estão perto de alimentadores, linhas que atravessam territórios de nidificação de águias-perdigueiras, e linhas com casos de mortalidade registados.



Postas as proteções em todas as linhas previstas do lado português, iremos continuar a avaliar a eficácia desta medida, para confirmar que morrem menos aves eletrocutadas em postes com proteção. E em Espanha, estamos a trabalhar com a Iberdrola para implementar também medidas de proteção, para que morram cada vez menos aves no Douro internacional devido às linhas elétricas.





voltar


Política de privacidade, adicione aos favoritos, sugira este site © 2010 spea - Todos os direitos reservados.
Seara.com